Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 20 de julho de 2010

Marcação de mesa para casamento com Escort card, Place card ou placement-card


Alguns sites falam sobre a possibilidade de se identificar as mesas dos convidados e ainda o local em que os mesmo se sentarão, são os denominados Escort card, Place card ou Placement Card.
Nos Estados Unidos e na Europa é comum a marcação de lugares nos casamentos. Isto é, todos os lugares dos convidados são pré-determinados pelos noivos.
Para que a marcação de lugares funcione, o RSVP (confirmação de convidados) deve ser perfeito, para que não haja furos e ninguém fique sem lugar. Com as confirmações dos convidados em mãos você deve fazer o plano de todas as mesas, procurando colocar as pessoas juntas por afinidade.
Paticularmente eu acho muito bacana esta ideia, passa uma sensação de carinho que os noivos tiveram com cada convidado, separando uma mesa para cada grupo, afinal, nada mais desagradável do que chegarmos a uma festa e ficar "caçando" uma mesa, bem como depararmos com várias mesas reservadas para a família dos noivos e padrinhos e as demais já ocupadas.
Ainda há o desconforto de separarmos familiares que gostariam de ficar juntos, ou mesmo grupo de amigos, por não acharem mesas vazias próximas.
Então, quando os noivos conhecem bem seus convidados vejo a escolha dos cartões como algo além de elegante, bastante sensato, pois eles mais do que ninguém saberão onde cada um se sentirá confortável.
No caso de mini weddings, que é a minha escolha, com certeza é bem mais fácil de acertar.  

Conforme artigo de Fernanda Floret ( http://vestidadenoiva.com/escort-card-place-card)
 Veja: O que são?


"Escort card, também chamado de Seating Card são cartões com o nome do convidado, indicando o número da mesa em que deve-se sentar. Em geral são colocados numa mesa na entrada do salão, para que o convidado possa ver qual será sua mesa antes de entrar no salão. Para casais, o nome de ambos pode estar escrito no mesmo cartão.




Place Card  é um cartão com o nome do convidado, disposto na própria mesa em ele foi indicado no Escord Card, determinando o exato lugar, ou seja, exata cadeira em que deve-se sentar.

Há vários modelos e modos de usar. Veja esta foto em que foram colocados ns cadeiras:

"Reparem que cada cadeira tinha um marcador de lugar diferente (place card) com o nome do convidado. As cadeiras Tiffany douradas deram mais glamour ainda e um toque mais refinado"(http://casamenteiras.com.br/)



  Outras maneiras de identificação é colocar bandeirnhas.

,
Vantagens?


- Você pode ser criativa na forma de expor o escort card, que fará parte da decoração e os convidados serão encantados com os detalhes do seu casamento desde a entrada.

- Não haverá aquela “corrida” pra pegar uma mesa, rs

- Segundo especialistas em etiqueta, como Claudia Matarazzo, um dos segredos para o sucesso de uma festa é a maneira certa de colocar pessoas com afinidades e interesses em comum pertos uma das outras. Assim a conversa flui bem e as pessoas fazem amizade, se sentem a vontade com pessoas que tem afinidade – e é papel do anfitrião pensar nisso.

Desvantagens?

- Aqui no Brasil, não há essa cultura. Ou seja, é bem possível que alguns convidados nem respeitem a mesa que foi designada para eles, sentem aonde quiserem, bagunçando toda sua escolha.

- Para funcionar, você deve contratar um bom número de recepcionistas (de acordo com o número de convidados) para estas dirijam o convidado até a respectiva mesa. Senão vai virar um “caça ao tesouro” com cada um tentando achar sua mesa.

* Determinar o lugar exato de cada um sentar na mesa é somente para festas mais formais, e também existe uma forma correta de fazer isso – que posso explicar em outro post se alguém tiver interesse.

Cada festa é uma, então não cabe a mim determinar se deve ser usado ou não. Você, noiva, conhece o perfil da sua festa, do seus convidados, da formalidade que quer ou não. Eu particularmente acho muito bonito e elegante, mas sei que na prática várias festas foram confusas na entrada por não haver essa cultura no Brasil. Mas acho que para mini weddings pode sim ficar muito charmoso e fácil de fazer."

Outro artigo que achei legal foi  da Emanuelle Missura, cerimonialista de casamentos, cujo Blog é: http://casarefacil.blogspot.com./


"Nos Estados Unidos é tradição. O convidado chega na festa, encontra um cartãozinho (como o da foto) com o nome e o local que deve se sentar. Excelente, educado e prático, né?


No Brasil é completamente diferente... O convidado chega na festa, informa o nome para descobrir o número da mesa que ele deve se sentar. Daí em diante, outra recepcionista o acompanha até a mesa.

Já fiz alguns casamentos com mesas numeradas. Graças a Deus todos deram certo e as noivinhas ficaram satisfeitas. A maior vantagem é o fato de todos grupinhos sentarem próximos. Os amigos do pai da noiva pra um lado, os do pai do noivo pro outro e a galera jovem perto da pista. As desvantagens? Convidados que reclamam da mesa no fundo do salão, longe do buffet, do ar condicionado e blá, blá, blá. Se eles soubessem o trabalho que a noiva tem pra montar um mapa da festa...

Sinceramente, acho que essa ideia não funciona tão bem nas festas brasileiras:

1º - Os convidados não estão acostumados. Não é uma tradição por aqui.

2º - Muitos não ficam satisfeitos com a mesa.

3º - Se o convidado não for à festa a mesa reservada pra ele fica vazia.

Algumas dicas:

Não deixe para fazer o mapa das mesas na última hora. Você pode ficar bastante estressada. Vá fazendo com calma. Comece com os seus familiares que você sabe que não vão faltar de jeito nenhum.

Atualize todos os dias as confirmações do rsvp. Assim você não corre tantos riscos de ter mesas vazias por falta de convidado.

Não economize no número de recepcionistas. Quanto maior for o número, mais perfeito será o resultado e menor será a fila na entrada da festa.

Não fique frustrada ao ver uma mesa de 10 lugares com 15 ou mais pessoas. Tem convidado que arrasta cadeira pela festa e não tá nem ai.

O número de cadeiras deve ser proporcional ao número de mesas. Ter cadeiras sobrando é um incentivo para que o convidado queria se juntar a uma outra mesa.

A lista deve ser feita com bastante atenção.

Com calma e paciência tudo vai dar certo :)"


Ainda há este artigo sensacional sobre o assunto:




Definir ou não a mesa de cada convidado?

Postado por Gabrieli Chanas
Categorias: Decoração




"Está aí uma das dúvidas mais frequentes que chegam na caixa postal do Noiva.com. Vários casais perguntam se devem definir ou não a mesa a qual os convidados vão se dirigir. Alguns têm medo que a atitude pareça indelicada, uma imposição, já que toda pessoa deveria escolher junto de quem quer sentar-se. Quando perguntam a minha opinião eu digo sem medo: sou totalmente a favor da marcação de mesas e vou explicar porque essa prática é boa, faz com que a sua festa flua muito melhor e pode até economizar um dinheirinho do seu orçamento.

Para começar esqueça a ideia de que as pessoas podem se sentir constrangidas por não escolherem seus assentos. Eles serão definidos pelos noivos, os donos da festa, que sabem muito bem quem é amigo de quem e que lugar aquele convidado escolheria caso a mesa não fosse previamente demarcada. Os noivos vão formar mesas de acordo com afinidades: o grupo de amigos do trabalho, o grupo dos tempos de colégio, as amigas da faculdade. Ninguém vai ser obrigado a ficar em uma mesa onde não conhece ninguém.


Outro argumento: imagine que um convidado se perdeu no caminho da igreja para a recepção ou que só vai poder ir na festa. Essa pessoa vai chegar atrasada e encontrar todos já sentados. Se a mesa não tiver sido definida ela vai acabar dirigindo-se àquela que tiver um espaço sobrando. De repente só tem assento junto com os tios do noivo que moram em outra cidade, com os quais seu convidado nunca conversou na vida. Agora, se as mesas forem numeradas, esse atrasado vai chegar e encontrar seu lugar reservado junto com seu grupo de amigos.

E aquele papo de que demarcar mesas economiza dinheiro? Vamos voltar ao seu amigo atrasado. Se na tal mesa dos tios do noivo só tiver um espaço sobrando e o amigo estiver acompanhado você tem um problema. Não vai fazer pessoas casadas sentarem em mesas diferentes, não é? A solução seria destinar uma mesa vazia para o casal que acabou de chegar. Sem problemas, você pode estar pensando, mas lembre-se que uma mesa extra requer providenciar mais um arranjo, mais uma toalha, mais cadeiras, mais sousplats, mais pratos, mais talheres, mais guardanapos, mais taças, mais menus. Ufa! O custo final de uma mesa a mais não é barato, sem contar que mesas com pouca gente dão um visual estranho ao salão.

É por essas e outras que eu sou a maior defensora das mesas demarcadas. Elas poupam os noivos de muitos possíveis problemas. Decidiu por definir as mesas de cada convidado? Então preste atenção em alguns detalhes para que tudo saia perfeito:


 Faça um esquema prévio de demarcação de lugares depois de entregar os convites. Ele será revisado assim que chegarem as confirmações de presença. Com a lista de quem vai e de quem não vai comparecer você cria o esquema final.


- Se contratou uma cerimonialista ela certamente irá disponibilizar recepcionistas que vão ficar com a lista de convidados em mãos na entrada da festa. O convidado chega, diz seu nome e a recepcionista indica a qual mesa ele deve se dirigir.

- Não terá cerimonialista e não tem como contratar recepcionista? Sem problemas! Você pode fazer o mesmo que as noivas americanas. Na entrada da festa coloque uma mesa com cartões (como o do modelo abaixo) dispostos em ordem alfabética. Seu convidado vai chegar, encontrar seu nome e descobrir qual a mesa que os noivos escolheram para ele."



Nenhum comentário:

Postar um comentário