Pesquisar este blog

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Macarrão ao forno

Amo cozinhar, não como rotina, mas sobretudo experimentar receitas novas e fico feliz quando dão certo e fazem sucesso.
Foi assim com este macarrão que aprendi a fazer com Ana maria Braga no programa mais Você.
É uma receita que todos aprovam e é muito fácil de fazer.
Ontem tornei a fazer o macarrão no almoço de domingo para recebermos alguns familiares e deu tudo certo, todos aprovaram.
Aí vai a receita.
Ingredientes.
250 g de tomate picado sem pele e sem semente.
100 g de queijo mussarela em cubinhos.
100 g de presunto picado.
50 g de azeitona verde picada.
1 cebola picada.
150 g de frango cozido e desfiado .
150 g de palmito picado.
orégano, sal, pimenta-do-reino, glutamato monossódico a gosto. vinagre e azeite a gosto.
250 g maionese.
250g macarrão tipo espaguetti cozido al dente
Modo de preparo
Numa tigela coloque 250 g de tomate picado sem pele e sem semente,100 g de queijo mussarela em cubinhos, 100 g de presunto picado, 50 g de azeitona verde picada, 1 cebola picada, 150 g de frango cozido e desfiado,150 g de palmito picado, orégano, sal, pimenta-do-reino,glutamato monossódico ,vinagre e azeite a gosto. Por último, acrescente a maionese e misture .Depois de temperada a salada, coloque 250 g de macarrão tipo espaguetti cozido al dente. Mexa bem. Coloque num refratário oval (22 cm x 5 cm de altura), salpique orégano, e leve ao forno pré- aquecido a 170º c por +/- 25 minutos.Sirva quente.

Sorri é o melhor remédio

O poder do sorriso

Oferecer um sorriso torna feliz o coração.
Enriquece quem o recebe sem empobrecer quem o doa.
Dura somente um instante, mas sua lembrança permanece por longo tempo.
Ninguém é tão rico a ponto de dispensá-lo, nem tão pobre que não possa doá-lo.
O sorriso gera alegria na família, dá sustento no trabalho e é sinal tangível de amizade.
Um sorriso dá consolo a quem está cansado, renova a coragem nas provações e é remédio na tristeza.
E se um dia você encontrar quem não lhe oferece um sorriso, seja generoso e ofereça-lhe o seu:
Ninguém tem tanta necessidade de um sorriso quanto aquele que não sabe dar.
Abaixo coloquei um vídeo de Miguel dando altas gargalhadas das bobeiras feitas por Malu.
Melhor do que um sorriso somente uma alta e sonora gargalhada, ainda mais vinda de um bebê.
video

29 de junho dia de São Pedro


O dia de São Pedro é comemorado em 29 de junho.
Esta é sua história: "São Pedro, discípulo de Jesus nascido em Betsaida, cujas principais fontes de informação sobre sua vida são os quatro Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João), os Atos dos Apóstolos, as epístolas de Paulo e as duas epístolas do próprio Pedro.
Irmão do apóstolo André, seu nome original era Simão e na época de seu encontro com Cristo morava em Cafarnaum.
Pescador, tal como os apóstolos Tiago e João, trabalhava com o irmão e o pai e foi apresentado a Jesus por seu irmão, em Betânia, onde tinha ido conhecer o Cristo, por indicação de João Batista. No primeiro encontro Jesus o chamou de Cefas, que significava pedra, em aramaico, determinando, assim, ser ele o apóstolo escolhido para liderar os primeiros propagadores da fé cristã pelo mundo.
Convertido, transformou-se em líder dos apóstolos, foi o primeiro a perceber em Jesus o filho de Deus. Teve, também, seus momentos controvertidos, como quando usou a espada para defender Jesus e na passagem da tripla negação, e de consagração, pois foi a ele que Cristo apareceu pela primeira vez depois de ressuscitar.
Após a Ascensão, presidiu a assembléia dos apóstolos que escolheu Matias para substituir Judas Iscariotes, fez seu primeiro sermão no dia de Pentecostes e peregrinou por várias cidades.
Após se encontrar com São Paulo, em Jerusalém, passou a viver em Roma, onde, segundo a tradição, foi executado por ordem de Nero.
Conta-se, também, que pediu para ser crucificado de cabeça para baixo, por se julgar indigno de morrer na mesma posição de Cristo.
As crendices populares de que São Pedro ganhou as chaves do céu por ter sido escolhido como líder e, quando chove muito, dizemos que está lavando o céu. Ou ainda que para entrar no céu precisamos ganhar autorização de São Pedro.
Na igreja católica, no dia de São Pedro é feita uma comemoração com uma grande festa junina. Nesta acontecem várias queimas de fogos com danças e muitas comidas típicas.
São Pedro é considerado o mais sério dos três santos juninos. Dizem que santo Antônio é o santo casamenteiro, mas é no dia de São Pedro que se escolhe o melhor pretendente.
( Retirado de corujando.com.br e Brasil Escola)

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Dia dos namorados


Hoje , 12 de junho é o dia dos namorados.
Há um texto que amo, vou deixá-lo aqui pois descreve com excelência o significado dessa data.
Ressalvo que existe uma controvérsia quanto à autoria, muitos atribuem o texto à Drumond, outros a Artur da Távola, mas acredito que seja deste autor.

Ter namorado.

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias remuneradas de si mesmo.
Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil porque namoro de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, de saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia.
Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil. Mas, namorado, mesmo, é muito difícil.
Namorado não precisa ser o mais bonito, mas aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção.
A proteção dele não precisa ser parruda, decidida ou bandoleira: basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição.
Quem não tem namorado, não é que não tem um amor: é quem não sabe o gosto de namorar.
Se você tem pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes, mesmo assim pode não ter um namorado.
Não tem namorado quem não sabe o gosto da chuva, cinema, sessão das duas, medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho.
Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa é quem ama sem alegria. Não tem namorado quem faz pacto de amor apenas com a infelicidade.
Namorar é fazer pactos com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugida ou impossível de durar.
Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas: de carinho escondido na hora em que passa o filme: de flor catada no muro e entregue de repente, de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque lida bem devagar, de gargalhada quando fala junto ou descobre a meia rasgada; de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário.
Não tem namorado quem não gosta de dormir agarrado, fazer cesta abraçado, fazer compra junto.
Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor.
Não tem namorado quem não redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira d'agua, show do Milton Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos e musical da Metro.
Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos, quem não chateia com o fato de o seu bem ser paquerado.
Não tem namorado quem ama sem gostar; quem gosta sem curtir; quem curte sem aprofundar. Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada ou meio-dia de sol em plena praia cheia de rivais. Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele.
Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho e em paz.
Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo, e quem tem medo de ser afetivo. Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de grilos e de medo, ponha a saia mais leve, aquela de chita, e passeie de mãos dadas com o ar.
Enfeite-se com margaridas e ternuras, e escove a alma com leves fricções de esperança.
De alma escovada, e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo da janela.
Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada.
Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uam névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteira: Se você não tem namorado é porque ainda não enlouqueceu aquele pouquinho necessário a fazer a vida parar e de repente parecer que faz sentido. Enlou-cresça.